terça-feira, 10 de junho de 2008

Castelos de Areia

Fico admirado com a bela forma de escrever coisas tão tristes. Esse mundo é mesmo difícil de compreender... Amores e mágoas sob o mesmo teto; Cortesia e gentilezas comungando com a grosseria e o egoísmo.
[...]

Maturidade nas paixões requer tempo, paciência e dedicação... Toda paixão, no início, é latente, mas também é frágil. Mesmo um castelo de areia pode ficar de pé pela eternidade se não deixarmos os ventos, a água, os tremores, as pessoas, [...], interferirem na sua plenitude. Além do mais, podemos reforçar suas paredes com pedras angulares e coloridas. Podemos colocar esse castelo de paixão sob uma redoma, similar à da Flor do Pequeno Príncipe, uma redoma de e por amor.

A bem da verdade, todo relacionamento deveria começar na areia... como brincadeira de criança. Sem tecnologia ou grandes arquiteturas... Quando um cai, o outro estende a mão; quando um bate no outro, se arrepende e o afaga; quando um ri, o outro também; quando há "ingênua claridade" e quando há "silêncio", tem que haver cumplicidade nas horas difíceis. Quatro mãos construindo e limpando-se.

Talvez a melhor maneira de lidar com um problema seja ajudando os que também o tem. Há castelos pra uns que não passam de poeira pra outros. Compreender a necessidade da ação deve vir depois da outra compreensão, que é, a priori, a mais importante: a compreensão da necessidade de ajudar!

5 comentários:

  1. Bruna Siqueira (ou se preferir BUH)11 de junho de 2008 15:11

    Rilton... Textooo lindooo! Ei se estiveres prestes a ficar sem a sua BIC recarregue-a com muitooo amoor! (yn) Que nenhum vento, onda ou terceiros atrapalhem o amor de vocÊs!

    ResponderExcluir
  2. É interessante como os apaixonados acabam refletindo sobre as mesmas indagações, quase com as mesmas metáforas.Eu também sou um apaixonado, o que o amor me proporciona é inédito, acabo tendo que me adaptar e aos poucos vou reforçando o meu castelo.O meu castelo na verdade é uma fortaleza de rosas vermelhas,bem como o meu amor ainda é uma roseira jovem...

    ResponderExcluir
  3. A pior parte é quando alguém, uma terceira pessoa, chega e chuta seu castelo.
    [...]

    ResponderExcluir
  4. neste campo do sentimento o importante é guardar o que de positivo está relação proporcionou, guardar imagens de momentos de reciprocidade, e mesmo na hora do adeus, é importante ver o que de mais valioso aquele amor mostrou para você.

    grande abraço, amigo. força, que jesus lhe dê sabedoria...fique na paz

    ResponderExcluir
  5. Meu querido amigo.Seu texto tem uma profundidade inexplicavel..Em outras palavras nada tecnicas: lindoooo..Como sempre, fazendo das adversidades uma forma de arte.Bjo

    May

    ResponderExcluir

Comentários